emagrecimento-com-cafeina

Emagrecimento e suplementação com cafeína: há evidências?
A fórmula ideal para o emagrecimento saudável Com a iminente chegada do verão, a procura por estratégias nutricionais que contribuam para a perda de peso aumenta. Todavia o emagrecimento efetivo e saudável é resultado da resolução de complexas alterações fisiológicas e metabólicas, além de aspectos comportamentais, genéticos, biológicos e sociais. Uma das formas de iniciar um protocolo de perda de peso é pela mudança de hábitos alimentares e comportamentos associados à alimentação, em busca de promover o aumento do gasto energético diário.

Estimular a queima de calorias diárias deve ser feita, principalmente, introduzindo a prática frequente de exercícios físicos, ajustar o consumo de calorias diárias proveniente dos alimentos e estimular, naturalmente, através do uso de suplementos, como Lipo Abdomen da New Millen, o aumento da termogênese.

Termogênese – O que é?
A termogênese é o processo de conversão natural das calorias provenientes dos alimentos em energia que é gasta pelo organismo para manter a homeostase do organismo, que inclui a regulação da temperatura corporal, o funcionamento adequado do metabolismo e o controle do peso corporal. Estudos demonstram que alterações na termogênese adaptativa estão relacionadas com o excesso de peso e sua regulação contribui para a manutenção de peso e de composição corporal saudáveis. Esse mecanismo pode ser modulado pela alimentação e por suplementos alimentares, assim como a cafeína, que está presente no Lipo Abdomen da New Millen.

Cafeína – Aliada do emagrecimento A cafeína é uma substância denominada alcaloide e é encontrada naturalmente em alimentos e bebidas como café, chá-verde, chá-mate, guaraná (fruto) e cacau. Ela é rapidamente absorvida, sendo encontrada na corrente sanguínea em torno de 15 a 45 minutos depois do seu consumo, podendo assim proporcionar os seus efeitos no organismo.

Sua suplementação associa-se à otimização da perda de peso devido a diversos mecanismos que a cafeína estimula, sendo um dos principais a termogênese, a partir da estimulação do sistema nervoso simpático. Mas além deste, a cafeína também promove a lipólise, tanto por atuar diretamente nesta via metabólica como de forma indireta, por também promover a melhora da performance no exercício físico, que contribui para a queima de gordura.

emagrecimento

O que a ciência fala sobre a cafeína?
Uma revisão conduzida por Harpaz et al. (2016) demonstrou que a suplementação com a cafeína proporcionou melhora da disponibilidade energética, aumento do gasto energético diário, redução da ingestão de calorias, redução da sensação de esforço relacionado à atividade física e otimização da performance, comprovando os benefícios que são relacionados a ela.

Tabrizi et al. (2019) conduziram uma revisão sistemática e meta-análise de dose-resposta de estudos clínicos randomizados e controlados avaliando os efeitos da ingestão de cafeína na perda de peso. Os autores reuniram 13 artigos, totalizando uma amostra final de 606 participantes e observaram que, cada vez que o consumo de cafeína dobrou, a redução do peso corporal, do IMC e da gordura corporal reduziram em 22, 17 e 28%, respectivamente.

Lipo Abdomen da New Millen é um suplemento alimentar formulado em cápsulas com cafeína e vitamina C, proporcionando a otimização da queima de gordura e melhora a disposição nos treinos. Praticidade e qualidade para sua rotina de suplementação!

REFERÊNCIAS
NAVES, A. Nutrição Clínica Funcional: Obesidade. São Paulo: Editora VP. 2014.
STOHS, S. J.; BADMAEV, V. A Review of Natural Stimulant and Non-stimulant Thermogenic Agents. Phytother Res., v. 30, n.5, p.732-40, 2016. Disponível em: < https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/26856274/> Acesso em: 21 set. de 2020.
HARPAZ, E. et al. The effect of caffeine on energy balance. J Basic Clin Physiol Pharmacol, v.28, n.1, p.1-10, 2017. Disponível em: <https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/27824614/> Acesso em: 21 set. de 2020.
TABRIZI, R. et al. The effects of caffeine intake on weight loss: a systematic review and dose-response meta-analysis of randomized controlled trials. Crit Rev Food Sci Nutr. v.59, n.16, p.2688-2696, 2019. Disponível em: <https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/30335479/>. Acesso em: 21 set. de 2020.

Related Post
Creatina: por que utilizar em exercícios de alta intensidade?
Quando a Glutamina é ESSENCIAL?
Cafeína: motivos para incluí-la na rotina diária!
Bcaa’s e o metabolismo do idoso